Libido: como aumentar naturalmente e causas da falta de desejo

como aumentar a libido naturalmente
e-book vinagre de maçã no uso estético

A falta de libido é mais comum em mulheres do que em homens, mas afeta significativamente ambos os sexos. De fato, pesquisas mostram que 32% das mulheres e 15% dos homens não têm o desejo de fazer sexo regularmente.

Independentemente de você estar no limite inferior ou superior do espectro etário, uma libido baixa pode ocorrer em qualquer momento da sua vida por uma variedade de razões, incluindo baixa testosterona, depressão, estresse, problemas de relacionamento, disfunção sexual, medicamentos prescritos, estar com sobrepeso, muito pouco ou muito exercício, apneia do sono e uso de drogas ou álcool. Naturalmente, muitas pessoas se perguntam como aumentar a libido.

Se você tem pouco ou nenhum desejo sexual, definitivamente não está sozinho. A grande notícia é que existem muitos remédios naturais para aumentar a libido, e você pode começar a aumentar seu desejo sexual naturalmente hoje em dia.

Se seu objetivo for um desejo sexual maior, é hora de fazer algumas mudanças no estilo de vida. Por exemplo, diminuindo seus níveis de estresse, melhorando seu sono, adicionando mais afrodisíacos naturais às suas refeições e exercitando a quantidade certa para colocar sua mente e corpo de volta em um estado encorajador da libido são todas as técnicas de como aumentar a libido sem drogas potencialmente prejudiciais.

Phone sem fio

O que é a libido e por que ela abaixa em homens e mulheres?

A libido é definida como o desejo sexual de uma pessoa. A libido baixa nas mulheres e a libido baixa nos homens têm algumas raízes similares, junto com algumas específicas do gênero também.

Para os homens, é bastante normal ter uma diminuição gradual da libido à medida que o homem envelhece. Cada homem é diferente, mas a maioria dos homens tende a ter uma certa quantidade de desejo sexual em seus 60 e 70 anos. Se o envelhecimento não estiver na raiz da diminuição da libido, um homem pode estar deprimido ou com muito estresse. Outras possíveis causas de baixo desejo sexual em homens são os efeitos colaterais dos medicamentos, uma diminuição nos hormônios sexuais masculinos devido a um distúrbio endócrino ou apneia do sono. Um fato pouco conhecido é que a apneia do sono pode levar a um nível baixo de testosterona.

Testosterona baixa também pode causar disfunção erétil (DE), uma condição na qual um homem não consegue obter ou manter uma ereção. Embora ambos os problemas possam envolver a testosterona baixa, o DE e a baixa libido não necessariamente equivalem ou mesmo acontecem ao mesmo tempo, embora sejam considerados “comorbidades” comuns (condições concomitantes). Baixa libido é realmente mais comum em homens com ejaculação precoce ou atrasada do que aqueles com disfunção erétil. Homens que têm dificuldade em obter ou manter uma ereção geralmente têm um desejo sexual normal ou mesmo alto.

Quando se trata de um baixo desejo sexual em mulheres, pode haver muitas causas. De acordo com a psicóloga sexual Sheryl Kingsberg, Ph.D, “a sexualidade das mulheres tende a ser multifacetada e bastante complicada”.

Causas comuns de perda de desejo sexual ou baixa libido em mulheres incluem problemas em seu relacionamento com seu parceiro sexual, influências socioculturais (estresse no trabalho, imagens de mídia sobre sexualidade, etc.) e condições médicas (como miomas, endometriose e problemas de tireoide).

A baixa testosterona não causa apenas problemas sexuais para os homens. As mulheres também podem experimentar baixos níveis de testosterona. Os níveis de testosterona feminina atingem o pico por volta dos 20 anos e depois diminuem constantemente até que a mulher passe pela menopausa. Após a menopausa, os níveis de testosterona feminina caem drasticamente, e o desejo sexual também pode cair drasticamente. As pílulas anticoncepcionais e outras formas hormonais de prevenção da gravidez também podem ter efeitos negativos no desejo de uma mulher por atividade sexual.

Causas da libido baixa

Quando se trata de como aumentar sua libido, existem duas substâncias químicas biológicas importantes que podem afetar seu nível de desejo sexual, quer você seja homem ou mulher: dopamina e prolactina. É teorizado que a dopamina aumenta o desejo enquanto a prolactina diminui. Se você toma algum medicamento, é importante saber que alguns podem aumentar a liberação de prolactina ou inibir a liberação de dopamina. Qualquer um desses dois cenários pode diminuir o desejo sexual e também causar outros efeitos colaterais sexuais.

Nos homens, a baixa prolactina tem sido associada a múltiplos sinais de saúde sexual e saúde psicológica precárias. Os baixos níveis de prolactina também estão associados a um maior índice de massa corporal (IMC), altos níveis de açúcar no sangue, níveis mais baixos de atividade física e, geralmente, se sentem menos saudáveis.

Questões de relacionamento, depressão, medicamentos prescritos, alcoolismo, abuso de drogas e / ou doenças crônicas como diabetes podem estar na raiz do baixo desejo sexual para ambos os sexos.

Um IMC muito alto também pode causar problemas para homens e mulheres quando se trata de libido. Homens obesos tendem a lutar contra a dificuldade erétil, mas estudos mostram que perder apenas um pequeno percentual de peso pode melhorar tanto a função sexual masculina quanto a feminina. Um estudo realizado na Duke University relata que pessoas obesas têm 25 vezes mais probabilidade de relatar problemas sexuais.

Alimentos que aumentam a libido

Vamos falar sobre como aumentar a libido através de sua dieta, que inclui o que você deve comer mais e o que deve evitar ou reduzir significativamente.

Alimentos ricos em colágeno

A produção de colágeno diminui naturalmente com a idade. Isto tem um efeito negativo direto na saúde da pele e torna mais difícil manter a pele firme. Esse fenômeno pode tornar mais difícil para os homens manterem uma ereção, e isso pode levar a uma parede vaginal mais frouxa nas mulheres. Para aumentar seus níveis de colágeno, você pode consumir mais caldo de osso e optar por um suplemento de colágeno e / ou um pó de proteína feito de caldo de osso. A vitamina C também ajuda a aumentar a produção de colágeno.

Melancia

Em 2008, uma pesquisa realizada no Texas A & M demonstrou que a melancia pode ter um “efeito Viagra”. Os fitonutrientes conhecidos como licopeno, beta-caroteno e citrulina encontrados na melancia ajudam a relaxar os vasos sanguíneos. Embora a melancia possa não ser tão específica quanto o órgão como a disfunção erétil, ela pode ser útil no quarto sem efeitos colaterais negativos quando você naturalmente deseja aumentar a libido.

Banana

Comer bananas nutritivas pode ajudar a aumentar os níveis de hormônios femininos que melhoram o desejo sexual, de acordo com estudos de pesquisas em animais.

Noz-moscada, cúrcuma e cravo

Especiarias são carregadas com antioxidantes, o que é ótimo para a saúde em geral, incluindo a libido. Uma pesquisa publicada na revista BMC Complementary and Alternative Medicine descobriu especificamente que extratos de noz-moscada e cravo reforçavam o comportamento sexual de indivíduos do sexo masculino. O cravo também é ótimo para melhorar o mau hálito (dica, sugestão). O açafrão, por outro lado, pode ajudar a melhorar a disfunção sexual em mulheres que usam antidepressivos, bem como homens com disfunção erétil.

Chocolate amargo

Pesquisas mostraram que o consumo de chocolate leva à liberação de serotonina devido ao seu conteúdo de triptofano, levando a alguns efeitos afrodisíacos e de elevação do humor. Apenas certifique-se de escolher um chocolate amargo de baixa qualidade e baixo teor de açúcar.

Castanha-do-Pará

Estas castanhas são ricas em selênio, que desempenha um papel na manutenção de níveis saudáveis ​​de testosterona. Eles também ajudam na produção de serotonina do seu corpo, da mesma forma que o chocolate amargo.

Proteínas

Também ricos em triptofano, alimentos ricos em proteínas, como ovos, peixes selvagens, aves criadas fora de gaiolas e carne alimentada com capim podem ajudar a aumentar a serotonina e melhorar seu humor (e libido).

Maca

A Maca é uma erva adaptogênica. Popular nas práticas da medicina tradicional como estimulante sexual, o consumo de maca resulta tanto no aumento do desejo sexual quanto na diminuição da disfunção sexual. Pode funcionar em menos de duas semanas para melhorar a libido em homens saudáveis ​​- com a vantagem adicional de um aumento no desempenho do exercício, que pode definitivamente ser útil. Se você não mora em uma área onde a maca pode ser comprada, você pode comprá-la como um suplemento em vários varejistas on-line.

Feno-grego

Disponível na forma de erva e óleo essencial, o feno-grego ajuda a aumentar o desejo sexual, particularmente nos machos. O tratamento com feno-grego pode melhorar significativamente as taxas de libido e de prazer sexual, além de regular os baixos níveis de testosterona. As folhas de feno-grego são um pouco amargas mas são deliciosas uma vez cozidas.

Água

Certificar-se de que você não está desidratado é útil quando se trata de sua libido, já que a desidratação pode causar vários efeitos colaterais negativos que podem facilmente diminuir o desejo sexual. Se você quiser evitar possíveis fadiga, dores de cabeça e secura vaginal, então beba.

Alimentos que diminuem a libido

Alimentos processados

À medida que os alimentos processados ​​compõem cada vez mais a Dieta Americana Padrão (SAD), a obesidade tem aumentado. Em geral, o IMC da população americana subiu pelo menos 10% a 14% desde 1971. Como a obesidade está tão intimamente ligada à baixa libido, diminua a maior quantidade possível de alimentos processados ​​da sua dieta e substitua-os por alimentos integrais e opções menos processadas.

Alimentos com alto teor de sódio

Alimentos muito ricos em sódio, como alimentos enlatados e alimentos processados, podem contribuir para a hipertensão, o que pode diminuir o fluxo de sangue para os órgãos sexuais.

Laticínios convencionais

Os laticínios convencionais são consideradas saudáveis ​​por muitas organizações. No entanto, leite, queijo e outros produtos lácteos do leite de vaca podem ter hormônios sintéticos conhecidos como ésteres de ácido ftálico que têm um efeito negativo sobre os níveis de estrogênio e testosterona.

Açúcar

O açúcar, em geral, afeta negativamente os hormônios sexuais. Estudos mostraram impactos específicos e preocupantes nos níveis de testosterona. Em um estudo de 2013 de indivíduos do sexo masculino, o consumo de glicose diminuiu os níveis sanguíneos de testosterona em uma média de 25%, independentemente de os homens terem diabetes, pré-diabetes ou tolerância normal à glicose. Os níveis de testosterona também permaneceram baixas horas após o consumo de glicose.

Cafeína

Isso é um pouco complicado, mas é melhor não abusar da cafeína se você tiver problemas de libido. Durante o desempenho atlético, uma pequena quantidade de cafeína pode aumentar moderadamente a testosterona, o que também pode indicar efeitos positivos no desempenho e desejo sexual. No entanto, esse aumento pode não ser realmente útil, porque a cafeína também aumenta os níveis de cortisol, que tem o potencial de induzir estresse que reduz ainda mais a libido. Café e chás podem ser grandes adições para uma vida saudável, mas mantê-lo sob controle e evitar produtos com cafeína pelo menos seis horas antes de deitar.

Álcool

Exagerar em bebidas alcoólicas é conhecido por diminuir o desejo sexual, a excitação e a sensibilidade. Se você for beber, opte por um copo (sim, apenas um) de vinho tinto rico em polifenóis. Os antioxidantes no vinho tinto podem ajudar a alargar os vasos sanguíneos e aumentar o fluxo sanguíneo para as principais áreas de excitação.

Pipoca de Microondas

Pode ser conveniente, mas certamente não é saudável. Os produtos químicos encontrados no forro de sacos de pipoca de microondas (bem como panelas antiaderentes) têm sido associados a um menor desejo sexual para os homens. De acordo com um estudo de 2009, esses tipos de sacos de pipoca contêm ácidos perfluoroalquílicos, como PFOA ou PFOS, conhecidos por reduzir significativamente a contagem de espermatozoides.

Suplementos para aumentar a libido

Suplementos para libido baixa em homens

  • Ginseng (1.000 miligramas uma vez por dia): variedades asiáticas e americanas de ginseng parecem impactar positivamente a função dos nervos e a atividade do sistema nervoso central para aumentar a libido nos homens.
  • Tribulus (85-250 miligramas três vezes ao dia): Usado na Medicina Tradicional Chinesa como afrodisíaco.
  • Maca (500 miligramas três vezes ao dia): Pesquisas mostram que esta erva adaptogênica ajuda a aumentar o desejo sexual.
  • Mucuna pruriens (5 gramas por dia): O feijão de veludo ou Mucuna pruriens planta ajuda a reduzir o estresse, particularmente em homens inférteis, e faz com que a atividade antioxidante para aumentar a libido (e qualidade do sêmen).
  • Ioimbina (5,4 miligramas 1 a 3 vezes ao dia): Comumente usado como remédio para disfunção sexual, a casca da árvore ioimba pode estimular o relaxamento dos músculos lisos (para ajudar a combater a disfunção erétil) e melhorar o desempenho sexual. Estudos humanos são limitados, no entanto.
  • Ginkgo biloba (200 miligramas por dia): Os homens que tomam antidepressivos podem se beneficiar da suplementação de ginkgo biloba ao longo das quatro fases da resposta sexual: desejo, excitação, orgasmo e resolução.

Suplementos para libido baixa em mulheres

  • Panax Ginseng (1.000 miligramas uma vez por dia): Esta quantidade e a duração do Panax ginseng (ginseng asiático) demonstraram aumentar o desejo sexual em mulheres que passam pela menopausa.
  • Maca (500 miligramas três vezes ao dia): Pesquisas mostram que esta erva adaptogênica ajuda a aumentar o desejo sexual em homens e mulheres, particularmente se a baixa libido for induzida por drogas psicotrópicas, como os antidepressivos.
  • Ferro (25 a 30 miligramas por dia): Se você tem anemia por deficiência de ferro, a suplementação com ferro pode ajudar sua libido. Procure por ferro quelato, que geralmente é bem absorvido, e tome-o com uma fonte de vitamina C. Suplementos de ferro podem causar constipação – portanto, é importante confirmar que sua anemia está sendo causada por deficiência de ferro.
  • Ashwagandha (500 miligramas uma vez ou duas vezes ao dia): O uso de ashwagandha em forma de suplemento pode ajudar as mulheres a tratar o sofrimento sexual feminino.
  • Gingko biloba (200 miligramas por dia): O ginkgo biloba é particularmente eficaz no tratamento da disfunção sexual induzida por antidepressivos em mulheres, com uma taxa de sucesso de 91% em um ensaio clínico aberto.

Como aumentar a libido com óleos essenciais

Quer saber como aumentar a libido com óleos essenciais? Existem vários óleos essenciais para a libido que podem ajudar a aumentar a excitação sexual e de humor e agir como afrodisíacos naturais.

O uso de óleo de jasmim como parte de uma mistura de aromaterapia que aumenta a libido pode ajudar a aumentar a excitação comportamental, o estado de alerta e o humor positivo.

Se você é uma mulher com baixa libido devido à menopausa e problemas com humor, o óleo de sálvia pode ser uma boa opção. Pode ajudar a melhorar os sinais de depressão e regular os níveis de cortisol, apoiando a libido mais saudável.

Também uma força motriz para mulheres na menopausa, o óleo essencial de neroli (usado aromaticamente) “ajuda a aliviar os sintomas da menopausa, aumenta o desejo sexual e reduz a pressão arterial em mulheres na pós-menopausa. O óleo de neroli pode ter potencial como uma intervenção eficaz para reduzir o estresse e melhorar o sistema endócrino.”

Óleo de erva-doce tem efeitos positivos semelhantes ao estrogênio que o tornam outro mehorador da libido feminina, tanto cientificamente e historicamente. Esses efeitos, no entanto, não parecem afetar negativamente a fertilidade ou a reprodução, como alguns produtos químicos desreguladores do sistema endócrino.

O óleo de vitex (também referido frequentemente como “chasteberry”) é outra ótima opção para reduzir os problemas de libido da menopausa em mulheres. Não está na menopausa? Este óleo / suplemento é uma adição incrível ao armário de remédios de qualquer mulher – alguns de seus benefícios mais notáveis ​​incluem alívio dos sintomas da TPM, aumento da fertilidade, limpeza da acne e promoção da lactação em mães.

Remédios bônus para aumentar a libido

Vamos falar sobre como aumentar a libido naturalmente com algumas mudanças fáceis no estilo de vida. Muito pouco exercício pode ser uma causa de baixa libido, mas você também não quer exagerar. A baixa libido é um dos riscos do overtraining ou “tríade de atleta feminina”. Exercícios que aumentam o hormônio do crescimento humano, como treinamento com pesos e treinamento de explosão, podem melhorar muito o fluxo sanguíneo para os órgãos genitais, humor e percepção do próprio corpo. Além disso, tente ioga, que pode ajudar a combater a fadiga e o estresse e reduzir a depressão e a ansiedade.

Se você fuma, esse é mais um motivo para parar de fumar. Para melhorar o fogo no quarto, você precisa apagar a chama do seu próximo cigarro. Fumar não só diminui o desejo e a satisfação sexual, mas também diminui a fertilidade. De acordo com um grupo de pesquisadores, fumantes relataram fazer sexo menos de seis vezes por mês, enquanto homens não fumantes faziam sexo quase duas vezes mais.

Se a imagem corporal ou a confiança é um problema, como aumentar sua libido significa melhorar sua auto-estima e desejo sexual, concentrando-se em seus atributos, em vez de suas falhas. Você também deve encontrar maneiras de reduzir seus níveis de estresse e melhorar sua duração e qualidade do sono.

Tratamento convencional para libido baixa

Pode haver uma causa física ou psicológica de baixa libido, ou poderia ser ambos. 15% dos homens e até 32% das mulheres relatam falta de interesse sexual por um período de vários meses ao longo do ano anterior, o que significa que esta é claramente uma questão importante para um grande número de pessoas.

As duas condições clinicamente diagnosticáveis ​​para baixa libido são o transtorno do desejo sexual hipoativo (TDSH) e transtorno de aversão sexual (TAS). A última delas é um problema mais drástico, o TAS sendo caracterizado como uma “extrema aversão e evitação de” todo comportamento sexual.

Muitas pessoas recorrem ao tratamento convencional quando se trata de como aumentar a libido, então vamos ver quais são alguns dos tratamentos comuns de baixa libido no mundo da medicina convencional.

Para os homens, a terapia de reposição de testosterona é um tratamento convencional comum, embora seja controverso. Algumas opções comuns incluem tipicamente o sildenafil (VIAGRA®) e o tadalafil (CIALIS®).

Muitos homens podem pensar que um medicamento de prescrição para induzir a ereção é a resposta simples. Agora, isso é muito importante saber, pessoal: essas drogas não aumentam sua libido – elas só ajudam você a obter e manter ereções. Uma ereção forçada não chegará à raiz do seu desejo sexual baixo ou inexistente, e essas drogas não são isentas de efeitos colaterais relativos, como problemas de memória, dor nas costas, perda de audição e muito mais.

Se uma mulher tem uma baixa libido e já passou pela menopausa, os cremes de estrogênio vaginais são comumente recomendados para tratar a secura vaginal. Terapia de testosterona na forma de pílulas ou remendos também é convencionalmente recomendada para mulheres. Se uma condição médica como um mioma está causando problemas sexuais, pode ser recomendado que você remova cirurgicamente o fibroma. Se a sua pílula anticoncepcional está diminuindo seu desejo por sexo, seu médico pode prescrever uma opção não hormonal.

Outros tratamentos convencionais para baixa libido em homens e mulheres incluem uma mudança na medicação ou a prescrição de antidepressivos se a depressão for a causa. No entanto, muitos antidepressivos podem reduzir o desejo sexual. Para homens e mulheres, o aconselhamento de relacionamento ou a terapia sexual às vezes é recomendado e útil.

Precauções com o aumento da libido

Se você tiver uma libido baixa e os remédios naturais não ajudarem, é importante consultar seu médico para garantir que você não tenha um problema físico ou psicológico subjacente mais grave. Também é importante conhecer os efeitos colaterais de todos os medicamentos que você toma atualmente para garantir que eles não estejam causando sua baixa libido.

Se você for a um médico convencional e procurar conselhos sobre como aumentar a libido, esperamos que ele sugira algumas escolhas saudáveis ​​de estilo de vida. Se você é homem, provavelmente receberá uma pequena pílula azul, mas deve saber que isso absolutamente não chegará à raiz real de sua baixa libido, seja física, mental, emocional ou todas as situações acima.