folhas verdes degeneração macular

Comer folhas verdes pode ajudar a prevenir a degeneração macular


Comer folhas verdes pode ajudar a prevenir a degeneração macular
5 (100%) 1 votos

Um novo estudo mostrou que a ingestão de nitratos vegetais, encontrados principalmente em vegetais de folhas verdes e beterraba, poderia ajudar a reduzir o risco de desenvolver degeneração macular relacionada à idade em estágio inicial (DMRI).

Pesquisadores do Instituto Westmead de Pesquisa Médica entrevistaram mais de 2.000 adultos australianos com mais de 49 anos e os acompanharam por um período de 15 anos.

A pesquisa mostrou que as pessoas que comiam entre 100 e 142 mg de nitratos vegetais por dia tinham um risco 35% menor de desenvolver degeneração macular inicial do que as pessoas que ingeriam menos de 69 mg de nitratos vegetais por dia.

O pesquisador-chefe Professor Associado Bamini Gopinath, do Westmead Institute e da University of Sydney, disse que a ligação entre os nitratos vegetais e a degeneração macular pode ter implicações importantes.

“Esta é a primeira vez que os efeitos dos nitratos na dieta sobre o risco de degeneração macular foram medidos.

“Essencialmente, descobrimos que as pessoas que ingeriram 100 a 142 mg de nitratos vegetais todos os dias tiveram um risco reduzido de desenvolver sinais precoces de degeneração macular em comparação com pessoas que consumiram menos nitratos.

“Se nossas descobertas forem confirmadas, incorporar uma variedade de alimentos ricos em nitratos na dieta – como vegetais de folhas verdes e beterraba – pode ser uma estratégia simples para reduzir o risco de degeneração macular precoce”, disse o Professor Associado Gopinath.

Espinafre tem aproximadamente 20mg de nitrato por 100g, enquanto beterraba tem quase 15mg de nitrato por 100g.

A pesquisa não mostrou nenhum benefício adicional para as pessoas que excederam 142mgs de nitrato na dieta por dia. Também não mostrou conexões significativas entre nitratos vegetais e degeneração macular em estágio avançado, ou entre nitratos não vegetais e risco de DMRI.

Um em cada sete australianos com mais de 50 anos tem alguns sinais de degeneração macular.

A idade é o mais forte fator de risco conhecido e a doença é mais provável de ocorrer após os 50 anos de idade.

Atualmente não há cura para a doença.

A pesquisa compilou dados do Blue Mountains Eye Study, um estudo baseado em população de referência que começou em 1992.

É um dos maiores estudos epidemiológicos do mundo, medindo fatores de dieta e estilo de vida contra os resultados de saúde e uma série de doenças crônicas.

“Nossa pesquisa tem como objetivo entender por que doenças oculares ocorrem, assim como as condições genéticas e ambientais que podem ameaçar a visão”, concluiu o Professor Associado Gopinath.

Via MedicalXpress

Jejum emagrece? 3 maneiras de fazer jejum O jejum é uma tendência nos dias atuais, mas é um modo eficiente de dieta ou apenas uma tendência passageira? Todos nos lembramos das outras modas, ta...
5 Alternativas Energizantes ao Café Encontramos cinco deliciosas alternativas ao café que o manterão energizado ao longo do dia e oferecerão benefícios surpreendentes para a saúde.Ma...
6 Remédios Naturais para a Gripe Pessoas com um sistema imunológico deprimido ou deficiências nutricionais podem ser mais propensas a pegar gripe ou resfriado. Estresse, falta de ...
7 dicas rápidas para emagrecer Hoje em dia há muitas opções de estratégias de emagrecimento, mas o que elas todas tem em comum? Redução da ingestão calórica, é simples, você emagrec...
8 Benefícios do Azeite de Oliva rico em Gorduras Saudáveis As oliveiras existem há milhares de anos. Com uma longa história que remonta às civilizações antigas, o azeite de oliva é considerado até mesmo um dos...