Como testar a doença celíaca e intolerância ao glúten

doença celíaca e intolerância ao glúten

O que é doença celíaca ou intolerância ao glúten?

A doença celíaca é um tipo de distúrbio autoimune que faz com que o corpo inflame partes do trato intestinal em projeções semelhantes a dedos conhecidas como vilosidades, que absorvem nutrientes. Na presença de glúten – uma proteína encontrada em trigo, centeio e produtos derivados de cevada – uma pessoa com doença celíaca sofrerá inflamação crônica dos intestinos, e suas vilosidades diminuirão. Diarreia crônica, dor abdominal e inchaço abdominal são todos sintomas comuns ​​da doença celíaca.

O que acontece se a doença celíaca não for diagnosticada?

Se uma pessoa com doença celíaca não for diagnosticada e continuar consumindo glúten, ela frequentemente desenvolverá problemas secundários mais sérios, como anemia, desnutrição, infertilidade, enxaquecas, dor nas articulações e muito mais. Infelizmente, de acordo com os Ministério da Saúde americano, é mais comum para uma pessoa com doença celíaca não diagnosticada ter uma série de problemas de saúde secundários sem quaisquer sintomas gastrointestinais do que ter os sintomas clássicos.

Intolerância ao glúten é um problema real para alguns indivíduos, e tem recebido muita atenção ultimamente com a mania em torno da doença celíaca e dietas sem glúten. No entanto, a verdadeira intolerância ao glúten (doença celíaca) afeta apenas cerca de 1% da população. Dito isto, assim como com a lactose, níveis variados de intolerância ao glúten afetam uma parcela significativa da população. Esta condição é atualmente referida como “sensibilidade ao glúten não-celíaca” (NCGS), e ainda não é uma condição estabelecida na comunidade médica. Aproximadamente 5 por cento da população tem NCGS.

Exame de DNA para intolerância ao glúten

A resposta está no seu DNA! Existem dois genes associados à intolerância ao glúten: HLA-DQA1 e HLA-DQB1. Estima-se que entre 30 e 40% da população dos EUA carrega um ou ambos os genes, mas apenas 3% dos portadores desenvolverão a doença celíaca. Para tornar as coisas ainda mais interessantes: você pode ser portador de doença celíaca ou NCGS e não saber até que um evento externo faça com que o gene “ative”. Isso é conhecido como um gatilho, e pode ser qualquer coisa desde o nascimento (que pode ser traumático), menopausa, gripe ou mesmo uso de antibióticos para uma infecção comum (ou a própria infecção). Há também inúmeros gatilhos ambientais conhecidos por desencadear a doença celíaca, como a exposição a certos produtos químicos

Assim, em poucas palavras, existem três fatores necessários para você ter sintomas celíacos ou NCGS: ser um portador do gene, ter algum tipo de gatilho para ativar o gene e ter uma dieta que contenha glúten.

Quais são os fatores de risco para a doença celíaca?

Embora a doença celíaca seja rara, existem algumas circunstâncias que o colocariam em risco aumentado para a condição:

  • Um membro da família com intolerância ao glúten
  • Colite
  • Artrite reumatoide
  • Diabetes tipo 1
  • Síndrome de Down ou síndrome de Turner
  • Doença de Addison
  • Distúrbio da glândula tireoide

Como posso saber se tenho doença celíaca ou NCGS?

DNA e Intolerância ao Glúten

Há uma variedade de testes genéticos disponíveis e, atualmente, eles são bastante precisos. Demora – em média – 6 a 10 anos após o início dos sintomas a serem diagnosticados com doença celíaca. Isso ocorre parcialmente porque a maioria dos casos de doença celíaca de início na idade adulta apresenta sintomas não comuns, mas também porque os testes para marcadores celíacos não são infalíveis. Para complicar ainda mais os resultados do teste: muitas pessoas não comem glúten como uma forma de “cura para todos” para ver se elas começam a se sentir melhor. Quando o fazem, os marcadores inflamatórios associados à intolerância ao glúten diminuem ou desaparecem. Assim, quando um teste de intolerância ao glúten no consultório é realizado após a remoção do glúten da dieta, ele retornará com um falso-negativo.

A única maneira infalível de descobrir se você tem doença celíaca é fazendo um teste genético para ver se você tem um ou ambos os marcadores genéticos. Se seus resultados mostram que você carrega um ou ambos os genes, isso significa exatamente isso: você é um portador. Para testar o NCGS ou doença celíaca, você precisará fazer o exame mais de uma vez para os marcadores inflamatórios (geralmente uma biópsia), abstendo-se de uma dieta sem glúten para obter resultados precisos.

Como testar a doença celíaca e intolerância ao glúten
5 (100%) 1 votos

Falar sozinho na terceira pessoa pode reduzir o estresse, sugere estudo O simples ato de conversar silenciosamente consigo mesmo na terceira pessoa durante momentos estressantes pode ajudá-lo a controlar as emoções sem qua...
Whey protein: Qual é o melhor horário para tomar ? Existem muitos tipos diferentes de suplementos, dos quais o mais comum é tomar whey ou proteína do soro do leite. Um dos tópicos mais bem debatidos...
Exercícios aeróbicos intervalados queimam mais gordura? Um dos meus tipos favoritos de exercícios é o exercício aeróbico intervalado de alta intensidade. Isso significa que, seja qual forem os exercícios ae...
8 Benefícios do Azeite de Oliva rico em Gorduras Saudáveis As oliveiras existem há milhares de anos. Com uma longa história que remonta às civilizações antigas, o azeite de oliva é considerado até mesmo um dos...
Dieta cetogênica parece prevenir o Alzheimer em camundongos A Scientific Reports demonstrou que a função neurovascular melhorou em camundongos que seguiram um regime de dieta cetogênica.Todos nós já tivemos...