Alimentos para Pressão Alta – Saiba sobre a Dieta DASH

o que é bom para pressão alta

Existem inúmeras carnes, legumes e frutas que detêm a capacidade de reduzir naturalmente a pressão alta e prevenir os sintomas da hipertensão. A maioria dos médicos recomenda que seus pacientes adotem padrões saudáveis de alimentação e evitem todos os tipos de alimentos processados que desencadeiam os sintomas que levam à hipertensão. Os níveis elevados da pressão arterial estão diretamente associados à sua dieta, e se você quiser mantê-los em um nível saudável, tudo o que você precisa fazer é mudar sua dieta.

Vamos apresentar a dieta DASH (Dietary Approaches to Stop Hypertension), que significa: Abordagens dietéticas para parar a hipertensão.

É um plano de alimentação amplamente recomendado que é prescrito por nutricionistas em todo o mundo. É rico em alimentos que contêm poucas calorias, colesterol, gorduras saturadas e gorduras totais. E também produtos lácteos com baixo teor de gordura, vegetais, frutas e peixes de água fria.

Alimentos bons para pressão alta

Aipo

aipo para a pressão alta

O aipo é o vegetal mais recomendado para reduzir a pressão alta, e praticantes de medicina chinesa têm usado esse remédio natural por centenas de anos.

O aipo e suas raízes são altamente benéficas para tratar a hipertensão, pois estão cheios de um tipo essencial de fitoquímicos protetores, chamados ftalídeos, que trabalham para relaxar os tecidos musculares que revestem as paredes arteriais e, por sua vez, aceleram o fluxo sanguíneo e reduzem os níveis de pressão para uma taxa saudável.

Tudo que você precisa é de quatro talos de aipo todos os dias para diminuir sua pressão alta a uma taxa saudável.

Sinta-se à vontade para adicionar uma colher de sopa de manteiga de amendoim ou manteiga de amêndoa sem sal e sem açúcar para ter um lanche rico em proteínas e gorduras monoinsaturadas saudáveis ​​para o coração.

Peixes de água fria ajudam na pressão alta

salmão para baixar a pressão alta


Peixes de água fria, como salmão selvagem, arenque, atum, truta, sardinha, cavala e bacalhau, contém ácidos graxos ômega-3, que possuem poderosas propriedades anti-inflamatórias. Além disso, os ácidos graxos ômega-3 reduzem a pressão alta e previnem os sintomas que contribuem para os fatores de risco de derrames e doenças cardiovasculares.

Os ácidos graxos ômega-3 são os ácidos graxos essenciais, ou seja, não podem ser produzidos pelo próprio corpo, portanto, devemos obter uma oferta suficiente desses ácidos essenciais através de nossa dieta. Inúmeros estudos associaram diretamente o consumo de ácidos graxos ômega-3 com melhorias positivas e reduções em inúmeros fatores de risco que levam a  disfunções cardíacas.

Por exemplo, eles reduzem os triglicerídeos sanguíneos, que são basicamente um tipo de distúrbio na corrente sanguínea, além de reduzir os batimentos cardíacos e reduzir os sintomas da aterosclerose, que são acúmulos de placas que ocorrem nas paredes arteriais.

Você deve consumir duas porções de peixe de água fria por semana para obter resultados efetivos, e cada porção deve conter pelo menos 100 gramas de sardinha, atum, cavala ou salmão selvagem, evite variedades cultivadas em cativeiro, pois elas contêm toxinas prejudiciais. Até mesmo mulheres grávidas e lactantes devem abandonar os mitos infundados e usufruir dos benefícios para a saúde proporcionados pelas variedades de peixes de água fria.

No entanto, se você está com problemas de sangramento, se você está tomando medicamento para “afinar o sangue”, ou você tem uma tendência a ter hematomas facilmente, você deve consultar seu médico sobre quaisquer problemas que possam surgir com a adição de peixes de água fria à sua dieta.

Brócolis
brócolis para baixar a pressão alta

O brócolis é verdadeiramente uma fonte de nutrientes, o vegetal mais amplamente pesquisado que a natureza tem para oferecer e, claro, repleto de inúmeros benefícios para a saúde. Ele vem da família das plantas de vegetais crucíferos, que são todos considerados superalimentos, mas o brócolis realmente supera todos os outros vegetais com seus perfis anti-inflamatórios e antioxidantes incrivelmente potentes. Brócolis é contém uma poderosa variedade de nutrientes para baixar a pressão alta, como vitamina C, fibras, cálcio, magnésio e potássio. Tudo o que você precisa é de uma xícara de brócolis no vapor para deixar seu corpo com 200% de sua necessidade diária de  vitamina C, que faz maravilhas na regulação ​​da pressão alta.

Pesquisas sugerem que a vitamina C ajuda o corpo a excretar chumbo, o que faz com que o sistema nervoso simpático seja menos ativado, e eventualmente protege o óxido nítrico, uma molécula essencial responsável pelo relaxamento dos vasos sanguíneos. Todo esse processo acelera o fluxo sanguíneo e o perfil antioxidante da vitamina C diminui naturalmente os níveis da pressão arterial.

Você deve aproveitar todos os inúmeros benefícios para a saúde do brócolis todos os dias. Se você não consegue comer todas as suas refeições com vegetais, procure consumir pelo menos uma porção generosa de brócolis todos os dias.

Você pode devorá-lo com molhos nutritivos ou você pode comê-los em uma salada com bastante suco de limão e azeite de oliva. Se você gosta de beber, prepare um copo de suco verde, jogando folhas de brócolis e talos no suco.

Dente-de-leão

dente-de-leão para baixar a pressão alta


As pequenas ervas daninhas que sempre consideramos como um incômodo têm sido usadas como um remédio natural incrivelmente eficaz para inúmeras doenças e enfermidades por mais de centenas de anos. Várias culturas medicinais em todo o mundo, especialmente na Ásia e na Europa, consideram as raízes e folhas de dente-de-leão como comestíveis e altamente benéficas para a cura de várias condições de saúde crônicas e comuns.

Não só fazem maravilhas na regulação da pressão alta, mas também são esplendidamente saudáveis ​​para a pele, olhos e fígado. São considerados como diuréticos naturais, o que basicamente significa que eles são capazes de liberar uma quantidade excessiva de sódio sem causar qualquer perda de potássio, e isso ajuda o corpo a baixar a pressão alta.

Excesso de sódio faz com que os vasos sanguíneos se tornem estreitos e isso aumenta nossos níveis da pressão arterial. O potássio, por outro lado, regula a quantidade de sódio e a taxa de nossos níveis de pressão arterial.

Dente-de-leão também está repleto de um mineral essencial, magnésio, que é essencial para promover o funcionamento saudável dos músculos do coração e do corpo. Você pode devorar dente-de-leão em suas saladas, ou sopas, enquanto as raízes de dente-de-leão podem ser fritas, grelhadas e até mesmo refogá-las com ervas. Adicione dentes-de-leão às suas refeições diárias e faça dieta o máximo que puder, eles estão cheios de benefícios nutricionais e de saúde. Você pode até mesmo desfrutar de uma xícara quente de chá de dente-de-leão seco.

A melhor maneira de desfrutá-las é a planta orgânica, que é livre de todos os tipos ou herbicidas ou resíduos de pesticidas.

Aveia para pressão alta

aveia para pressão alta


A aveia está repleta de magnésio e fibra, ambos capazes de melhorar e regular os níveis saudáveis ​​da pressão arterial. A aveia também ajuda a prevenir e reduzir os sintomas da aterosclerose, que é basicamente o acúmulo excessivo de placa que ocorre frequentemente nos vasos sanguíneos.

Um estudo recente examinou os efeitos de cereais à base de trigo e cereais integrais durante o período de 12 semanas. Os resultados revelaram que quase 75% dos participantes que sofrem de pressão alta que comem cereais de aveia todos os dias reduziam em 50% a necessidade de medicamentos anti-hipertensivos. Os outros participantes também tiveram reduções significativas nos seus níveis da pressão arterial.

Você deve consumir pelo menos uma porção de aveia integral todos os dias, que deve ser não mais do que ¾ xícara de aveia e pelo menos seis porções por semana para resultados eficazes. É ideal ingerir aveia integral com leite sem açúcar, uma vez que dará ao organismo um impulso de potássio e cálcio. Sinta-se à vontade para adicionar algumas nozes cruas e uma banana para extra potássio e minerais.

Você sempre pode comer farelo de aveia com saladas, sopas, sobremesas ou cereais, a melhor parte é, aveia é um truque para engrossar ensopados e sopas.

Feijão preto

feijão preto é bom para pressão alta

Feijão preto e outras leguminosas proporcionam uma dose saudável de proteínas e fibra dietética, e esse perfil de nutrientes único é difícil de encontrar em qualquer outro alimento oferecido pela natureza. Isso lhes permite melhorar a saúde arterial e fortalecer as paredes arteriais, mantendo níveis saudáveis ​​de colesterol e açúcar no sangue, além de reduzir a pressão alta.

Pesquisas revelam que os feijões pretos estão cheios de magnésio e fibras, dois nutrientes extremamente vitais para normalizar e reduzir os níveis da pressão arterial. Mas o nutriente que realmente faz do feijão preto uma fonte de nutrientes não é outro senão o folato.

Também conhecido como ácido fólico, o folato é um tipo de complexo de vitamina B, que faz maravilhas na redução de todos os tipos de pressão alta, particularmente a pressão arterial sistólica. Aumenta o fluxo sanguíneo e relaxa os vasos sanguíneos para melhorar a saúde cardíaca em geral.

Vários estudos revelaram que um consumo diário de 800 microgramas de folato melhora a regulação dos níveis saudáveis ​​de pressão arterial. No entanto, a necessidade de folato cai em 400 microgramas, que deve ser seu objetivo mínimo.

Tudo o que você precisa é de uma xícara de feijão preto para ter 256 microgramas de folato e inúmeros outros minerais e nutrientes. Você também deve escolher um cereal saudável que contenha uma alta densidade de ácido fólico.

Berries

berry para pressão alta

As “berries” são um dos superalimentos mais saudáveis ​​oferecidos pela natureza, e nenhum alimento com base animal ou vegetal pode bater sua densidade de antioxidantes. Todas as frutas são fantásticas, mas recomendamos que você ingira framboesas, morangos e mirtilos, pois contém fibras, potássio e vitamina C, o que os torna incrivelmente benéficos para a regulação da pressão alta.

Mirtilos, morangos e framboesas contém fibras, e as framboesas ganham o prêmio pela maior concentração de fibras. Tudo o que você precisa é de uma xícara de framboesas para atingir 33% de sua exigência diária de fibras, ao custo de não mais de 60 calorias.

Uma xícara cheia de morangos fornece um surpreendente 136% de sua dose diária de vitamina C. Os mirtilos estão repletos de pterostilbeno, um composto natural que impede que as artérias fiquem entupidas devido ao acúmulo de placas em excesso. Além disso, as berries têm potente perfil anti-inflamatórios, o que as torna saudáveis ​​para o coração.

Laticínios com baixo teor de gordura

leite é bom para pressão alta

Vários estudos têm destacado que o consumo de produtos lácteos com baixo teor de gordura, por exemplo iogurte, leite e queijo, estão diretamente associados a níveis controlados de pressão arterial e a um risco reduzido de pressão alta.

Os produtos lácteos com baixo teor de gordura são excelentes porque aumenta a biodisponibilidade do cálcio e torna muito mais fácil para o organismo absorvê-lo.

Além disso, produtos lácteos com baixo teor de gordura, particularmente leite, fornecem a seu corpo potássio e magnésio, que diminuem a pressão alta e regulam um equilíbrio saudável. Certifique-se de incluir pelo menos três porções de produtos lácteos com baixo teor de gordura, como queijo, iogurte e leite. Você pode adicioná-los às suas refeições regulares ou ingeri-los como um lanche rápido.

Um estudo recente examinou os padrões alimentares de indivíduos que consumiam produtos lácteos com baixo teor de gordura. Os resultados revelaram que os indivíduos que consumiram mais de três porções de iogurte desnatado ou leite desnatado reduziram a pressão arterial sistólica em 2,6 pontos, em oposição àqueles que nem sequer comeram metade de uma dose todos os dias.