Terapia cognitivo-comportamental: O que é? Como funciona?

Terapia cognitivo-comportamental (TCC) - O que é? Como funciona?

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) é uma forma de psicoterapia que se concentra na modificação de emoções, comportamentos e pensamentos disfuncionais, interrogando e desenraizando crenças negativas ou irracionais. Considerada uma forma de terapia da fala “orientada para soluções”, a TCC baseia-se na ideia de que pensamentos e percepções influenciam o comportamento. Sentir-se angustiado, em alguns casos, pode distorcer a percepção da realidade. A TCC tem como objetivo identificar pensamentos prejudiciais, avaliar se eles são uma representação precisa da realidade e, se não forem, empregar estratégias para desafiá-los e superá-los.

A Terapia cognitivo-comportamental foi fundada pelo psiquiatra Aaron Beck nos anos 1960, após sua desilusão com a psicanálise freudiana e um desejo de explorar formas mais empíricas de terapia. A TCC também tem raízes na Terapia Comportamental Racional Emotiva (REBT), a criação do psicólogo Albert Ellis.

A TCC é apropriada para pessoas de todas as idades, incluindo crianças, adolescentes e adultos. Existem evidências de que a TCC pode abordar inúmeras condições, como transtorno depressivo maior, transtornos de ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático, distúrbios alimentares, transtornos obsessivo-compulsivos e muitos outros. A TCC é uma modalidade preferida de terapia entre profissionais e companhias de seguros, pois pode ser eficaz em um curto período de tempo, geralmente de 5 a 20 sessões, embora não haja um prazo definido. Pesquisas indicam que a TCC pode ser realizada on-line, além de sessões de terapia presenciais.

Como a Terapia Cognitivo-Comportamental funciona

A TCC baseia-se no conceito de que seus pensamentos, sentimentos, sensações e ações físicas estão interconectados e que pensamentos e sentimentos negativos podem prendê-lo em um ciclo vicioso. A Terapia cognitivo-comportamental visa ajudá-lo a lidar com problemas esmagadores de uma maneira mais positiva, dividindo-os em partes menores.

O terapeuta psicólogo ajudará você a entender como alterar esses padrões negativos para melhorar a maneira como se sente. Ao contrário de outras terapias psicológicas, a terapia cognitivo-comportamental trata dos seus problemas atuais, em vez de se concentrar nos problemas do seu passado. Ela procura maneiras práticas de melhorar seu estado de espírito diariamente.

Aplicações da TCC

A TCC demonstrou ser uma maneira eficaz de tratar várias condições diferentes de saúde mental. Além dos transtornos de depressão ou ansiedade, a terapia cognitivo-comportamental também pode ajudar as pessoas com:

  • transtorno bipolar
  • transtorno de personalidade borderline
  • distúrbios alimentares – como anorexia e bulimia
  • transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)
  • transtorno do pânico
  • fobias
  • transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)
  • psicose
  • esquizofrenia
  • problemas de sono – como insônia
  • problemas relacionados ao uso indevido de álcool

A TCC também é algumas vezes usada, juntamente com outros tratamentos, para tratar pessoas com problemas de saúde a longo prazo, como:

  • síndrome do intestino irritável (SII)
  • síndrome de fadiga crônica (SFC)
  • fibromialgia

Embora a TCC não possa curar os sintomas físicos dessas condições, ela pode ajudar as pessoas a lidar melhor com seus sintomas.

Qual a Técnica usada na Terapia Cognitivo-Comportamental

Se a TCC for recomendada, você normalmente terá uma sessão com um terapeuta uma vez por semana ou uma vez a cada 2 semanas. A frequência pode variar conforme o psicólogo decidir.

O tratamento geralmente dura entre 5 e 20 sessões, com duração de 30 a 60 minutos. Durante as sessões, você conversará com seu terapeuta para dividir seus problemas em partes separadas, como pensamentos, sentimentos e ações físicas.

Você e seu terapeuta analisarão essas áreas para descobrir se são irreais ou inúteis, e para determinar o efeito que elas causam uma na outra e em você. Seu terapeuta poderá ajudá-lo a descobrir como mudar pensamentos e comportamentos inúteis.

Depois de descobrir o que você pode mudar, seu terapeuta solicitará que você pratique essas mudanças em sua vida diária e discutirá como você lidou com essas questões na próxima sessão. O objetivo final da terapia é ensiná-lo a aplicar as habilidades que aprendeu durante o tratamento à sua vida diária. Isso deve ajudá-lo a gerenciar seus problemas e impedir que eles tenham um impacto negativo em sua vida, mesmo após o término do tratamento.

Vantagens e desvantagens da TCC

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) pode ser tão eficaz quanto a farmacoterapia no tratamento de alguns problemas de saúde mental, mas pode não ser bem-sucedida ou adequada para todos.

Vantagens da Terapia Cognitivo Comportamental

  • Pode ser útil nos casos em que a farmacoterapia sozinha não funcionou
  • Pode ser concluída em um período relativamente curto comparado com outras terapias psicológicas
  • A natureza altamente estruturada da TCC significa que ela pode ser fornecida em diferentes formatos, inclusive em grupos, livros e aplicativos de autoajuda
  • Ensina estratégias úteis e práticas que podem ser usadas na vida cotidiana, mesmo após o término do tratamento

Desvantagens da TCC

  • Você precisa se comprometer com o processo para obter o máximo dele – um terapeuta pode ajudá-lo e aconselhá-lo, mas eles precisam da sua cooperação
  • Pode não ser adequada para pessoas com necessidades mais complexas de saúde mental ou dificuldades de aprendizado, pois requer sessões estruturadas
  • Envolve confrontar suas emoções e ansiedades – você pode experimentar períodos iniciais em que está ansioso ou emocionalmente desconfortável
  • Concentra-se na capacidade da pessoa de mudar a si mesma (seus pensamentos, sentimentos e comportamentos) – isso não aborda problemas mais amplos em sistemas ou famílias que geralmente têm um impacto significativo na saúde e no bem-estar
  • Alguns críticos também argumentam que, como a TCC trata apenas dos problemas atuais e se concentra em questões específicas, ela não aborda as possíveis causas subjacentes às condições de saúde mental, como uma infância infeliz.

Conclusão

A terapia cognitivo-comportamental é umas terapias mais eficazes para várias condições como ansiedade e depressão. O profissional indicado para aplicar essa técnica é psicólogo com registro ativo no CRP (Conselho Regional de Psicologia).