Marmita para semana: uma estratégia de alimentação útil e saudável

marmita para semana congelada
e-book vinagre de maçã no uso estético

Quem não saiu do trabalho com um estômago roncando, mas pouca vontade para comprar e cozinhar comida? Uma agenda lotada é uma das principais razões pelas quais as pessoas escolhem refeições rápidas, que muitas vezes são calóricas e contribuem para a o aumento da cintura. Para isso temos a marmita para semana.

Agora, imagine um cenário diferente em que, após alguns minutos depois de chegar em casa, você tem um delicioso jantar caseiro, e talvez até o almoço embalado para o dia seguinte. Em meio a agitados horários de semana, a marmita para semana ou o planejamento de refeições é uma ótima ferramenta para nos ajudar a manter uma dieta saudável. Embora qualquer tipo de marmita semanal requeira planejamento, não existe um método correto, pois pode diferir com base nas preferências alimentares, capacidade de cozinhar, horários e objetivos pessoais. aqui estão alguns exemplos:

  • Se você comer fast food ou comer várias noites da semana, seu objetivo pode ser escolher um dia específico da semana para criar uma lista de compras de alimentos e ir ao supermercado.
  • Se você já tem uma loja de comida uma vez por semana e tem habilidades culinárias básicas, seu objetivo pode ser escolher um dia por semana para fazer a maior parte da comida ou experimentar uma nova receita.
  • Se você já cozinha algumas refeições de segunda a sexta-feira para sua família, você pode decidir criar uma programação para que não esteja decidindo no último minuto o que fazer e para garantir que tenha os ingredientes necessários à mão.

Benefícios da marmita para semana

  • Economizar dinheiro
  • Economizar tempo
  • Ajudar com o controle de peso, enquanto você decide os ingredientes e as porções servidas
  • Pode contribuir para uma dieta mais balanceada
  • Pode reduzir o estresse ao evitar decisões de última hora sobre o que comer ou preparação apressada

Planejando a preparação das marmitas semanais

  • Discuta com sua família que tipos de alimentos e refeições favoritas eles gostam de comer.
  • Inicie um calendário ou uma planilha mensal para registrar suas ideias de refeição, sites de receitas favoritas e listas de compras de alimentos.
  • Escolha receitas saudáveis. Recorte receitas de revistas e jornais impressos e salvar em um fichário, ou copie links de receitas em uma planilha on-line.
  • Considere refeições ou alimentos específicos para diferentes dias da semana. Algumas famílias desfrutam da consistência de saber o que esperar, e isso pode ajudar a facilitar o planejamento de sua refeição. Exemplos são: segundas sem carne, quartas-feiras de alimentos integrais, etc.
  • Comece aos poucos: Procure criar jantares suficientes para 2-3 dias da semana.

Como fazer as marmitas para semana

  • Escolha um dia específico da semana para: 1) planejar o cardápio, semana a semana ou todo o mês, e fazer sua lista de compras; 2) Comprar os alimentos; 3) preparar a refeição ou a maior parte de sua comida. Alguns desses dias podem se sobrepor, se você escolher, mas dividir essas tarefas pode ajudar a manter o planejamento das refeições administrável.
  • À medida que você encontrar as refeições favoritas, ou se os cardápios se tornarem mais familiares e consistentes, procure por cupons para estocar ingredientes mais usados, como massas, arroz e outros grãos integrais, lentilhas, feijões (enlatados), molhos, óleos saudáveis ​​e especiarias.
  • No dia da preparação da refeição, concentre-se primeiro nos alimentos que levam mais tempo para cozinhar: proteínas como frango e peixe; grãos integrais como arroz integral, quinoa e farro; feijão e leguminosas secas; e legumes assados.
  • Se preferir não pré-cozinhar as proteínas, considere marinar as aves, os peixes ou até mesmo o tofu no seu dia de preparação, para que você possa colocá-los rapidamente no forno ou fritar no final da semana.
  • Multitarefa! Enquanto os alimentos estão assando ou cozinhando no fogão, pique legumes e frutas frescas, ou lave e seque as verduras para o final da semana.
  • Quando você cozinhar uma receita, faça porções extras para outro dia ou para congelar para outra semana. Certifique-se de colocar data e etiquetar o que vai no freezer para que você saiba o que tem.
  • Use recipientes para refeições individuais. Divida os alimentos cozidos nos recipientes no dia da preparação.

Armazenamento da marmita

Fazer marmita congelada para semana pode economizar tempo e dinheiro se você estiver preparando o suficiente para o que é necessário na semana seguinte. Refrigeração e congelamento são um passo importante para o planejamento bem-sucedido de refeições. No entanto, alimentos esquecidos, como produtos escondidos em uma gaveta ou um frango armazenado em uma prateleira escondida atrás de algum recipiente por muito tempo, podem estragar e levar ao desperdício de alimentos. Rotule todos os itens preparados com uma data para que você possa acompanhar quando usá-los. Coloque as refeições mais antigas na frente. Armazene itens altamente perecíveis, como verduras, ervas e frutas picadas, no nível dos olhos, para lembrar de usá-los.

Quando se trata de congelamento, alguns alimentos funcionam melhor que outros. As refeições cozidas tendem a congelar bem em recipientes hermeticamente fechados. Alimentos com alto teor de umidade, como verduras, tomates ou melancia, não são recomendados, pois tendem a ficar pastosos quando congelados e descongelados. Legumes descascados por alguns minutos antes de congelar podem ajudar. No entanto, se a textura de um alimento congelado se tornar indesejável após o descongelamento, ele ainda poderá ser usado em receitas cozidas, como sopas e caldos.

Phone sem fio

Temperatura de armazenamento

Os seguintes tempos são recomendados para vários alimentos cozidos que oferecem o melhor sabor, o máximo de nutrientes e a segurança alimentar.

Refrigeração a 4°C ou menos

  • 1-2 dias: aves cozidas ou carne moída
  • 3-4 dias: Carnes inteiras cozidas, peixes e aves; sopas e ensopados
  • 5 dias: Feijão cozido; homus
  • 1 semana: ovos cozidos; legumes picados se armazenado em recipiente hermético
  • 2 semanas: Queijo mole aberto
  • 5-6 semanas: queijo duro, aberto

Congelamento a -15°C ou menos

2-3 meses: Sopas e ensopados; feijão cozido
3-6 meses: Carne e aves cozidas ou moídas
6-8 meses: Frutas picadas (banana, maçãs, peras, ameixas, manga) armazenadas em um freezer
8-12 meses: Legumes, deve-se branquear primeiro por cerca de 3-5 minutos (dependendo do vegetal)

Marmita para semana: uma estratégia de alimentação útil e saudável
5 (100%) 2 votos