Dia do lixo: entenda sua importância no comportamento alimentar

Dia do lixo: entenda sua relação no comportamento alimentar

Ter um “dia do lixo” significa dar uma permissão planejada para quebrar temporariamente regras estritas de uma dieta, outro termo comum é refeição livre. Essa tática tem sido popular entre entusiastas do mundo fitness por um tempo, mas agora está fazendo entrando na cultura da dieta convencional.

A “teoria” do dia do lixo

A teoria por trás dessa estratégia baseada em recompensa é que permitindo-se breve períodos de indulgência, você terá mais chances de permanecer na sua dieta prescrita pelo nutricionista a maior parte do tempo. Algumas pessoas podem efetivamente resistir às tentações, sabendo que o dia do lixo está chegando, mas nem todos conseguem controlar seus próprios comportamentos alimentares do mesmo jeito, assim, os mesmos resultados não podem ser os mesmos para todas as pessoas. Além disso, se você não conseguir manter algum grau de autocontrole durante sua refeição livre ou seu dia do lixo, você corre o risco de desfazer toda seus esforços anteriores para perda de peso se você acaba comendo muitas calorias.

Como sabemos, a perda de peso consiste em consumir menos calorias do que você gasta de forma consistente semana a semana, e isso é chamado de déficit calórico. Se a sua refeição livre ou o seu dia do lixo é muito rico em calorias, então você vai desfazer esse déficit calórico que você trabalhou tão duro para criar.

Dia do lixo na reeducação alimentar

Sua atitude em relação à comida também pode influenciar bastante sua capacidade de resistir à tentação e regular comportamentos alimentares. A palavra “lixo” tem uma conotação negativa e está associado a sentimentos de culpa. Usar esse termo para descrever uma comida ou refeição pode prejudicar sua capacidade manter o autocontrole.

Um estudo de três meses observou que as pessoas que associaram bolo de chocolate a festa tiveram mais sucesso com seus objetivos de perda de peso do que aquelas que relacionaram esta comida com sentimentos de culpa.

Como a estratégia do lixo se concentra em um sistema baseado em recompensa, pode ser ineficaz para aqueles quem tem dificuldade na alimentação emocional autorregulada. Ressignificar uma refeição “lixo” com uma mensagem mais positiva, como uma refeição prazerosa, poderia ajudar a melhorar apoiar a autorregulação de comportamentos alimentares saudáveis se você optar por seguir esse tipo de padrão de dieta.

Gatilho para transtornos de compulsão alimentar

O transtorno da compulsão alimentar é na verdade um dos distúrbios alimentares mais comuns. Os sintomas tão comuns de transtorno de compulsão alimentar incluem comer grandes quantidades de alimentos rapidamente, em segredo, e até ficar desconfortavelmente cheio, apesar de não sentir fome, sentir falta de controle durante episódios de compulsão alimentar, sentimentos de angústia, como como vergonha, nojo ou culpa, ao pensar sobre o comportamento de compulsão alimentar.

Não há utilidade em “comportamentos de limpeza”, como restrição calórica, vômito, exercício excessivo, ou uso de laxantes ou diuréticos, para compensar a compulsão. Em primeiro lugar, se você identificou fortemente com vários desses sintomas ou você conhece alguém que tenha, você deveria falar com seu psicólogo com foco em terapia cognitivo-comportamental, nutricionista especialista em distúrbios alimentares.

Apenas saiba que você não está sozinho. Isso se tornando muito comum, e pode ser corrigido. É bastante óbvio que o método da refeição de lixo poderia agravar problemas relacionados à alimentação para pessoas que lidam com tendências de transtorno alimentar ou incapacidade de autorregular os hábitos alimentares. Então, para alguém que possa usar comida como mecanismo de enfrentamento, é realmente uma péssima ideia.

Conclusão

Ok, então deixe-me recapitular. Se você está tentando perder peso, refeições lixo é uma péssima ideia, não tanto por causa de a pizza de massa recheada ou o x-burger triplo que você vai comer. É por causa da mentalidade e o efeito psicológico de sair da sua dieta. É um termo realmente terrível. Por outro lado, comer refeições prazerosas pode fazer parte de um padrão de alimentação saudável. A comida deve ser agradável e divertida.

Obviamente você não deve comer como uma criança de 10 anos todos os dias, mas de vez em quando você deveria. Sejamos realistas, se sua dieta não inclui nenhum alimento você consideraria delicioso, então você não vai cumpri-la. É por isso que sou um forte defensor de ter um entendimento básico de quantas calorias você realmente comer em uma semana média se você quer perder ou ganhar peso.

Estudo mencionado: Chocolate cake. Guilt or celebration? Associations with healthy eating attitudes, perceived behavioural control, intentions and weight-loss